A Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) é uma instituição de educação profissional fundada em 2002, que oferece formação de qualidade a jovens de 14 a 18 anos, residentes na zona rural e filhos de agricultores, e tem como propósito estimular-lhes a permanência no campo e na agricultura familiar, com qualidade de vida.

Frentes de Atuação

Educação para o Desenvolvimento
Sustentável

Desenvolvimento
Econômico

Conservação
Ambiental

Coesão e
Mobilização Social

Inovação
e Tecnologia

Cidadania
e Governança

Alguns Resultados de 2021

0
unidades demonstrativas
agropecuárias
0
alunos
matriculados
0
Projetos Educativos - Produtivos (PEPs)
0
pessoas
impactadas
+ R$ 0 mil
em recursos captados
por meio de editais

Últimas Notícias

Como referência para o meu desenvolvimento, defino o processo de formação na CFR-PTN em três palavras: desafio, dedicação e evolução.

 

Desde o 1º ano, sempre ouço os educadores falarem que devemos nos desafiar, nos permitir mudar e evoluir, não só como pessoa, mas também como empresários rurais, como bons profissionais que pretendemos nos tornar.

 

Estou aproveitando ao máximo essa experiência que é estudar na CFR-PTN. Toda formação tem permitido que eu adquira conhecimentos para compartilhar com outras pessoas, por meio das Ações Multiplicadoras que desenvolvemos nas comunidades, e tem me mostrado que é possível viver no campo com qualidade de vida.

 

Com o apoio de uma rede de investidores, a escola vai além do educacional, também nos impulsiona com projetos produtivos. A Casa me ensina que é possível, sim, viver dignamente tendo a produção rural como principal fonte de renda. Enquanto estudante, sou incentivada a continuar no campo, colocando em prática o que aprendo e usufruindo do que produzo com a minha família.

Josely Souza Santos

Turma 17

Tenho satisfação de fazer parte da CFR-PTN, escola que se sobressai quando o assunto é ensino de qualidade contextualizada ao campo, que prepara os seus alunos para o empresariamento rural por meio da formação técnica em Agropecuária.

 

Estudar na CFR-PTN tem sido uma experiência totalmente nova para mim, mas estou me adaptando muito bem, pois a metodologia de trabalho, a pedagogia da alternância, é algo que favorece muito por haver uma interação forte do educacional com a formação profissional que permite o desenvolvimento dos alunos. Somos orientados por monitores que nos potencializam educacionalmente e profissionalmente e usufruímos de um espaço escolar amplo, com acesso à sala de aula, alojamento, quadra esportiva, refeitório, sala de informática, auditório, área verde e biblioteca, que contém mais de 4 mil livros. A Casa Familiar também me estimula a disseminar conhecimentos e causar impactos positivos na minha comunidade.

 

Sou muito grato por essa instituição estar me transformando e mudando a minha realidade e a de diversos jovens de vários municípios, potencializando as famílias da agricultura familiar e promovendo a qualidade de vida no campo.

Wendrio Souza Santana

Turma 17

Ser estudante da CFR-PTN é criar laços de amizade que serão levados para a vida, é poder desfrutar de momentos únicos, é realmente fazer parte de uma grande família que, pode até passar por dificuldades, mas busca enfrentá-las como uma equipe, é aproveitar cada oportunidade que surge, é ter o privilégio de ter pessoas que estão dispostas a dar a mão sempre que você precisar.

Ser estudante para mim vai muito além de ser só aluno! Ser estudante é ter a incrível oportunidade de estabelecer relações com a escola, é o prazer de aprender e ver beleza em todo o processo, é poder se dedicar para adquirir novos conhecimentos a cada dia, é focar nos objetivos e conquistá-los. Ser estudante é entender o que se ensina, o que é lido, é buscar colocar em prática, tanto na vida pessoal, quanto nas relações sociais, os frutos da formação.

Quem é verdadeiramente estudante jamais deixará de ser, pois ser estudante é a arte de estar em constante aprendizado.

Ramom Rodrigues

Turma 15

Conheci a Casa Familiar por meio de Seminários Rurais e Ações Multiplicadoras, atividades de disseminação de conhecimentos realizados pelos alunos nas comunidades rurais da área de atuação da escola. Assim, criei interesse em conhecer melhor e me tornar estudante da instituição, pois a Casa possibilita educação de qualidade com o intuito de promover meios para uma vida no campo com dignidade.

Após passar pelo processo seletivo, venho absorvendo o máximo de cada alternância ao longo desses três anos de formação e busco colocar tudo em prática, inclusive, por meio dos meus Projetos Educativos-Produtivos (PEPs)! Já implantei unidades agropecuárias de aves, suínos, cacau, banana e mandioca e, nesse processo, os monitores da escola orientam as atividades de planejamento e realizam acompanhamento técnico mensalmente.

Enquanto aluna, a minha experiência na Casa Familiar foi uma das melhores que eu já tive. As vivências na CFR-PTN superaram o medo que enfrentei no início do curso de não me adaptar à Pedagogia da Alternância. Hoje, estou no último ano de formação e já sinto saudades da rotina da Casa. Tenho certeza que vou guardar para sempre as boas lembranças vividas na escola e com a minha turma.

Ana Karoline Silva

Turma 16

Estou muito orgulhoso por ter conseguido fazer parte de uma das turmas da Casa Familiar de Presidente Tancredo Neves, pois o ensino da instituição é dinâmico e bem estruturado para que todos possam aprender, seja sobre a Base Técnica ou Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Durante uma alternância, na semana que ficamos na escola, é abordado todo o assunto que é disponibilizado para nós nas duas semanas que ficamos no tempo comunidade (em casa), também fazemos aulas práticas para ajudar no entendimento dos conteúdos, principalmente, da Base Técnica.

As aulas relacionadas ao curso técnico servem para que possamos aprender sobre as culturas ou criações e, assim, aplicar todos os conhecimentos adquiridos nas áreas produtivas, juntamente com nossos familiares. Durante esse processo de formação, já implantei nove Projetos Educativos-Produtivos (PEPs) e a Casa Familiar me ajuda com insumos e acompanhamento técnico para o bom desenvolvimento das atividades.

Cada aluno também é incentivado a realizar Ações Multiplicadoras nas comunidades com o intuito de compartilhar conhecimentos. Então, eu geralmente faço três ações por ano para disseminar e trocar informações e, assim, contribuir para o crescimento dos agricultores familiares da zona rural onde resido.

Diego Santos

Turma 16

Como referência para o meu desenvolvimento, defino o processo de formação na CFR-PTN em três palavras: desafio, dedicação e evolução.

 

Desde o 1º ano, sempre ouço os educadores falarem que devemos nos desafiar, nos permitir mudar e evoluir, não só como pessoa, mas também como empresários rurais, como bons profissionais que pretendemos nos tornar.

 

Estou aproveitando ao máximo essa experiência que é estudar na CFR-PTN. Toda formação tem permitido que eu adquira conhecimentos para compartilhar com outras pessoas, por meio das Ações Multiplicadoras que desenvolvemos nas comunidades, e tem me mostrado que é possível viver no campo com qualidade de vida.

 

Com o apoio de uma rede de investidores, a escola vai além do educacional, também nos impulsiona com projetos produtivos. A Casa me ensina que é possível, sim, viver dignamente tendo a produção rural como principal fonte de renda. Enquanto estudante, sou incentivada a continuar no campo, colocando em prática o que aprendo e usufruindo do que produzo com a minha família.

Josely Souza Santos

Turma 17

Tenho satisfação de fazer parte da CFR-PTN, escola que se sobressai quando o assunto é ensino de qualidade contextualizada ao campo, que prepara os seus alunos para o empresariamento rural por meio da formação técnica em Agropecuária.

 

Estudar na CFR-PTN tem sido uma experiência totalmente nova para mim, mas estou me adaptando muito bem, pois a metodologia de trabalho, a pedagogia da alternância, é algo que favorece muito por haver uma interação forte do educacional com a formação profissional que permite o desenvolvimento dos alunos. Somos orientados por monitores que nos potencializam educacionalmente e profissionalmente e usufruímos de um espaço escolar amplo, com acesso à sala de aula, alojamento, quadra esportiva, refeitório, sala de informática, auditório, área verde e biblioteca, que contém mais de 4 mil livros. A Casa Familiar também me estimula a disseminar conhecimentos e causar impactos positivos na minha comunidade.

 

Sou muito grato por essa instituição estar me transformando e mudando a minha realidade e a de diversos jovens de vários municípios, potencializando as famílias da agricultura familiar e promovendo a qualidade de vida no campo.

Wendrio Souza Santana

Turma 17

Ser estudante da CFR-PTN é criar laços de amizade que serão levados para a vida, é poder desfrutar de momentos únicos, é realmente fazer parte de uma grande família que, pode até passar por dificuldades, mas busca enfrentá-las como uma equipe, é aproveitar cada oportunidade que surge, é ter o privilégio de ter pessoas que estão dispostas a dar a mão sempre que você precisar.

Ser estudante para mim vai muito além de ser só aluno! Ser estudante é ter a incrível oportunidade de estabelecer relações com a escola, é o prazer de aprender e ver beleza em todo o processo, é poder se dedicar para adquirir novos conhecimentos a cada dia, é focar nos objetivos e conquistá-los. Ser estudante é entender o que se ensina, o que é lido, é buscar colocar em prática, tanto na vida pessoal, quanto nas relações sociais, os frutos da formação.

Quem é verdadeiramente estudante jamais deixará de ser, pois ser estudante é a arte de estar em constante aprendizado.

Ramom Rodrigues

Turma 15

Conheci a Casa Familiar por meio de Seminários Rurais e Ações Multiplicadoras, atividades de disseminação de conhecimentos realizados pelos alunos nas comunidades rurais da área de atuação da escola. Assim, criei interesse em conhecer melhor e me tornar estudante da instituição, pois a Casa possibilita educação de qualidade com o intuito de promover meios para uma vida no campo com dignidade.

Após passar pelo processo seletivo, venho absorvendo o máximo de cada alternância ao longo desses três anos de formação e busco colocar tudo em prática, inclusive, por meio dos meus Projetos Educativos-Produtivos (PEPs)! Já implantei unidades agropecuárias de aves, suínos, cacau, banana e mandioca e, nesse processo, os monitores da escola orientam as atividades de planejamento e realizam acompanhamento técnico mensalmente.

Enquanto aluna, a minha experiência na Casa Familiar foi uma das melhores que eu já tive. As vivências na CFR-PTN superaram o medo que enfrentei no início do curso de não me adaptar à Pedagogia da Alternância. Hoje, estou no último ano de formação e já sinto saudades da rotina da Casa. Tenho certeza que vou guardar para sempre as boas lembranças vividas na escola e com a minha turma.

Ana Karoline Silva

Turma 16

Estou muito orgulhoso por ter conseguido fazer parte de uma das turmas da Casa Familiar de Presidente Tancredo Neves, pois o ensino da instituição é dinâmico e bem estruturado para que todos possam aprender, seja sobre a Base Técnica ou Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Durante uma alternância, na semana que ficamos na escola, é abordado todo o assunto que é disponibilizado para nós nas duas semanas que ficamos no tempo comunidade (em casa), também fazemos aulas práticas para ajudar no entendimento dos conteúdos, principalmente, da Base Técnica.

As aulas relacionadas ao curso técnico servem para que possamos aprender sobre as culturas ou criações e, assim, aplicar todos os conhecimentos adquiridos nas áreas produtivas, juntamente com nossos familiares. Durante esse processo de formação, já implantei nove Projetos Educativos-Produtivos (PEPs) e a Casa Familiar me ajuda com insumos e acompanhamento técnico para o bom desenvolvimento das atividades.

Cada aluno também é incentivado a realizar Ações Multiplicadoras nas comunidades com o intuito de compartilhar conhecimentos. Então, eu geralmente faço três ações por ano para disseminar e trocar informações e, assim, contribuir para o crescimento dos agricultores familiares da zona rural onde resido.

Diego Santos

Turma 16

Como referência para o meu desenvolvimento, defino o processo de formação na CFR-PTN em três palavras: desafio, dedicação e evolução.

Desde o 1º ano, sempre ouço os educadores falarem que devemos nos desafiar, nos permitir mudar e evoluir, não só como pessoa, mas também como empresários rurais, como bons profissionais que pretendemos nos tornar.

Estou aproveitando ao máximo essa experiência que é estudar na CFR-PTN. Toda formação tem permitido que eu adquira conhecimentos para compartilhar com outras pessoas, por meio das Ações Multiplicadoras que desenvolvemos nas comunidades, e tem me mostrado que é possível viver no campo com qualidade de vida.

Com o apoio de uma rede de investidores, a escola vai além do educacional, também nos impulsiona com projetos produtivos. A Casa me ensina que é possível, sim, viver dignamente tendo a produção rural como principal fonte de renda. Enquanto estudante, sou incentivada a continuar no campo, colocando em prática o que aprendo e usufruindo do que produzo com a minha família.

Josely Souza Santos

Turma 17

Tenho satisfação de fazer parte da CFR-PTN, escola que se sobressai quando o assunto é ensino de qualidade contextualizada ao campo, que prepara os seus alunos para o empresariamento rural por meio da formação técnica em Agropecuária.

Estudar na CFR-PTN tem sido uma experiência totalmente nova para mim, mas estou me adaptando muito bem, pois a metodologia de trabalho, a pedagogia da alternância, é algo que favorece muito por haver uma interação forte do educacional com a formação profissional que permite o desenvolvimento dos alunos. Somos orientados por monitores que nos potencializam educacionalmente e profissionalmente e usufruímos de um espaço escolar amplo, com acesso à sala de aula, alojamento, quadra esportiva, refeitório, sala de informática, auditório, área verde e biblioteca, que contém mais de 4 mil livros. A Casa Familiar também me estimula a disseminar conhecimentos e causar impactos positivos na minha comunidade.

Sou muito grato por essa instituição estar me transformando e mudando a minha realidade e a de diversos jovens de vários municípios, potencializando as famílias da agricultura familiar e promovendo a qualidade de vida no campo.

Wendrio Souza Santana

Turma 17

Ser estudante da CFR-PTN é criar laços de amizade que serão levados para a vida, é poder desfrutar de momentos únicos, é realmente fazer parte de uma grande família que, pode até passar por dificuldades, mas busca enfrentá-las como uma equipe, é aproveitar cada oportunidade que surge, é ter o privilégio de ter pessoas que estão dispostas a dar a mão sempre que você precisar.

Ser estudante para mim vai muito além de ser só aluno! Ser estudante é ter a incrível oportunidade de estabelecer relações com a escola, é o prazer de aprender e ver beleza em todo o processo, é poder se dedicar para adquirir novos conhecimentos a cada dia, é focar nos objetivos e conquistá-los. Ser estudante é entender o que se ensina, o que é lido, é buscar colocar em prática, tanto na vida pessoal, quanto nas relações sociais, os frutos da formação.

Quem é verdadeiramente estudante jamais deixará de ser, pois ser estudante é a arte de estar em constante aprendizado.

Ramom Rodrigues

Turma 15

Conheci a Casa Familiar por meio de Seminários Rurais e Ações Multiplicadoras, atividades de disseminação de conhecimentos realizados pelos alunos nas comunidades rurais da área de atuação da escola. Assim, criei interesse em conhecer melhor e me tornar estudante da instituição, pois a Casa possibilita educação de qualidade com o intuito de promover meios para uma vida no campo com dignidade.

Após passar pelo processo seletivo, venho absorvendo o máximo de cada alternância ao longo desses três anos de formação e busco colocar tudo em prática, inclusive, por meio dos meus Projetos Educativos-Produtivos (PEPs)! Já implantei unidades agropecuárias de aves, suínos, cacau, banana e mandioca e, nesse processo, os monitores da escola orientam as atividades de planejamento e realizam acompanhamento técnico mensalmente.

Enquanto aluna, a minha experiência na Casa Familiar foi uma das melhores que eu já tive. As vivências na CFR-PTN superaram o medo que enfrentei no início do curso de não me adaptar à Pedagogia da Alternância. Hoje, estou no último ano de formação e já sinto saudades da rotina da Casa. Tenho certeza que vou guardar para sempre as boas lembranças vividas na escola e com a minha turma.

Ana Karoline Silva

Turma 16

Estou muito orgulhoso por ter conseguido fazer parte de uma das turmas da Casa Familiar de Presidente Tancredo Neves, pois o ensino da instituição é dinâmico e bem estruturado para que todos possam aprender, seja sobre a Base Técnica ou Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Durante uma alternância, na semana que ficamos na escola, é abordado todo o assunto que é disponibilizado para nós nas duas semanas que ficamos no tempo comunidade (em casa), também fazemos aulas práticas para ajudar no entendimento dos conteúdos, principalmente, da Base Técnica.

As aulas relacionadas ao curso técnico servem para que possamos aprender sobre as culturas ou criações e, assim, aplicar todos os conhecimentos adquiridos nas áreas produtivas, juntamente com nossos familiares. Durante esse processo de formação, já implantei nove Projetos Educativos-Produtivos (PEPs) e a Casa Familiar me ajuda com insumos e acompanhamento técnico para o bom desenvolvimento das atividades.

Cada aluno também é incentivado a realizar Ações Multiplicadoras nas comunidades com o intuito de compartilhar conhecimentos. Então, eu geralmente faço três ações por ano para disseminar e trocar informações e, assim, contribuir para o crescimento dos agricultores familiares da zona rural onde resido.

Diego Santos

Turma 16

Programas

Investidores Sociais

Parceiros Institucionais

Siga nossas redes sociais

Fazenda Novo Horizonte

BR-101 / Km 315 / Moenda
Presidente Tancredo Neves - BA
CEP: 45.416-000

Rolar para cima